Restaurante Vegano
Uma das tendências gastronômicas que vem ganhando destaque, discussão e adeptos nos últimos tempos é o veganismo. Muitas pessoas estão optando por seguir esse movimento, quer por moral de não agressão aos animais, quer por eventual busca de estilo de vida mais saudável. Muitos empreendedores, porém, têm receio de abrir um restaurante vegano por considerar que não haverá público suficiente para um fluxo de caixa elevado.

 

Abrir um estabelecimento nunca será fácil, principalmente quando o assunto é restaurante. Mas estar de olho nas tendências do mercado e um bom plano de negócio pode ser a solução para o seu bolso.

 

Leia também: As maiores tendências para bares e restaurantes


O veganismo é uma forma de viver que encontra boa ressonância entre os mais jovens, por isso, preparamos um material que explicará um pouco mais sobre esse estilo de vida e se realmente vale a pena abrir um restaurante vegano. Vamos lá?!

 

O que é veganismo?

Segundo a The Vegan Society, da Inglaterra, a mais antiga entidade vegana do mundo, “o veganismo é uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade”.

 

Ou seja, pessoas veganas não irão consumir nenhum tipo de alimento que contribua para o sofrimento dos animais. 

 

Existe mercado para um restaurante vegano no Brasil?
Mercado para restaurante vegano

Se você pensa em abrir um restaurante vegano, mas tem medo por achar que não existe público muito grande no Brasil, saiba que está totalmente equivocado. Para efeito de comparação, em 2012, o IBOPE fez um levantamento que constatou que, naquela época, 8% da população brasileira se declarava vegetariana/vegana, aproximadamente 15 milhões de brasileiros.

 

Nos tempos atuais, a conscientização em elação à saúde tem aumentado. As preocupações vão desde o aumento de doenças causadas pelo sedentarismo a uma alimentação que tenha os nutrientes certos. Nesse pacote, ultimamente, causas morais vêm ganhando destaque e uma delas é evitar consumir alimentos ou produtos que venham do sofrimento dos animais.

 

A busca por um estilo de vida saudável, desde que bem equalizada, contribui diretamente com o aumento de vendas nos produtos veganos. Mas ainda existem poucos restaurantes veganos no Brasil. E é por essas e outras que o nicho pode ser uma opção, se atacado com visão de negócio correta.

 

O que fazer para abrir um restaurante vegano?

 

Sempre mencionamos em nossos textos a importância da pesquisa para conhecimento do público-alvo. Nesse caso, essa demanda é ainda mais importante. Caso tenha interesse em abrir um restaurante vegano, entenda os hábitos, preferências de consumo, como se posicionam e o que buscam os consumidores em um estabelecimento.

 

Quanto mais informações coletar, mais numerosos serão os insights para criação do seu restaurante. O planejamento será fundamental para o sucesso do seu estabelecimento. Acompanhe, a seguir, mais dicas para ter um restaurante vegano de sucesso.

 

1. Seja sustentável como um todo

Da mesma forma que os veganos se a preocupam com a saúde ou com consumir produtos sem origem animal, os veganos se preocupam com a sustentabilidade e o impacto que isso gera no mundo. Por essa razão é necessário que o seu restaurante abrace e lute por essa causa. Estude processos e estratégias que possibilitem reduzir o consumo de água e eletricidade, além de evitar desperdiçar alimentos e gerar muito lixo. 

 
Crie um plano e coloque-o em prática, isso contribuirá para atrair mais clientes ao seu estabelecimento, aumentar a credibilidade e rentabilidade do negócio e contribuir por um mundo melhor.

 

2. Ofereça delivery

A rotina das pessoas está mais agitada e movimentada. E, consequentemente, o tempo para cozinhar alimentos saudáveis fica escasso e contribui para que as pessoas busquem se alimentar fora de casa.

 

Oferecer um serviço delivery é importante para um restaurante vegano, pois facilita a tomada de decisão do consumidor. Também, existe a possibilidade de criar um sistema de vendas de marmitas para a semana toda, onde o cliente terá a opção de ir consumindo aos poucos.

 

3. Não limite seu posicionamento apenas ao público vegano

Se você estiver alinhado com o propósito vegano, tanto melhor para sua marca. Empreenda com sabedoria. Defender causas importantes, como as levantadas pelo público vegano, é importante, contudo, não se esqueça das demais pessoas. Use o posicionamento de restaurante de comida natural e estenda seu alvo ao público simpatizante e pessoas preocupadas com a saúde.




Leia também: Guia básico para montar uma horta caseira



4. Crie um cardápio diversificado

Uma das maiores e principais queixas dos consumidores que frequentam restaurantes veganos é a falta opções no cardápio. De nada adianta abrir um estabelecimento com tanto potencial de crescimento se você só substituir a carne por proteína de soja.

 

Contrate profissionais que vão usar de sua criatividade e conhecimento para desenvolver pratos inovadores e encantar os clientes. Ou seja, pesquise a fundo esse universo e busque novas receitas para ser implantadas no seu restaurante.

 

5. Tenha um plano de negócio

Apesar de tendência palpável, nunca se deve abrir um restaurante vegano sem um planejamento prévio. São consumidores exigentes e relativamente bem-informados. Mas como não há muitos estabelecimentos especializados no público vegano, o seu restaurante, se bem montado, pode ganhar consumidores fiéis. Crie um plano de negócio que tenha foco na fidelização do cliente.

 

Programas de fidelidade, atendimento diferenciado e especializado, festivais veganos são opções que agradam ao consumidor e facilitam sua tomada de decisão na hora de escolher um restaurante para se alimentar.

 

Vantagens de abrir um restaurante vegano
vantagens restaurante vegano

Como já deve ter percebido, investir um restaurante vegano necessita planejamento, mas pode trazer vantagens sobre o investimento em um restaurante comum. Como, por exemplo:



Clientes fiéis

Conforme falamos acima, um restaurante vegano consegue fidelizar seus consumidores com facilidade. Por ser um estilo de vida, os adeptos dessa prática desenvolvem grande simpatia por estabelecimentos que ofereçam alimentos que não de origem animal e apoiem sua causa.

 

Ao encontrar um restaurante com esses valores, comida de boa qualidade e serviço diferenciado, o consumidor se reconhece no ambiente e se torna fiel ao restaurante.

 

Pouca concorrência

A baixa concorrência é um dos principais fatores para se investir em um restaurante vegano. Até existem estabelecimentos comuns que têm opções veganas no cardápio, mas geralmente com poucas opções, que não se destacam tanto entre os consumidores.

 

Margem de lucro maior

Por não utilizar carnes nos seus pratos e produzir a grande maioria deles à base de verduras, legumes, frutas e cereais, o restaurante vegano pode ter um custo de produção das refeições menor e, consequentemente, aumentar a margem de lucro. Também por envolver profissionais com amplo conhecimento e especialização para criarem opções diferenciadas para o cardápio, alguns restaurantes podem puxar para cima os preços dos pratos.

 

Restaurantes veganos são um nicho ainda pouco explorado. Não perca esta oportunidade e veja possibilidade de investir em um negócio de sucesso.